MMTGapnet
Europa África do Sul América do Norte América Central & Caribe América do Sul Nacional
Acompanhe:
Categorias
  • Destino x Destino
  • Dvida do Viajante
  • Raio x dos Passeios
  • Roteiro Perfeito em
  • Dicas de Concierge
Uma noite perfeita em Bangcoc
mar/13
15
Compartilhe
  • Enviar para um Amigo
  • Imprimir

A capital tailandesa é uma das metrópoles mais impactantes da Ásia. Não há como ficar imune à sua mistura peculiar de templos budistas monumentais com shoppings de alto luxo, à sua culinária superlativa (no sabor e na pimenta), ao povo gentilíssimo, aos lutadores de muay thai em cartazes pelos muros, aos onipresentes mochileiros e vendedores do comércio de rua.

Passar um dia zanzando entre os 6 milhões de habitantes de Bangcoc, entre arranha-céus espelhados de 60 andares e as barcas rústicas que navegam o rio Chao Phraya, exige energia e mente aberta. Quando a noite se aproximar, o corpo vai pedir descanso. E, na “cidade dos anjos e dos templos brilhantes”, como os moradores a chamam, a noite pode ser um momento para se recompor, e se preparar para os estímulos da manhã seguinte. Como no roteiro que sugerimos a seguir.

17h30 – Pôr do sol no Wat Arun
Durante o dia, visitantes chegam aos montes a este templo à beira do rio Chao Phraya, usando a balsa que sai do píer Tha Tien (atrás do Grand Palace). Mas as melhores vistas da cúpula piramidal do Wat Arun são apreciadas durante o pôr do sol, e sem precisar cruzar o rio. É nessa hora que sua torre de 79 metros, decorada com mosaicos de porcelana, fica mais bonita. Um dos melhores lugares para assisti-lo é do bar e restaurante Deck by The River, dentro do hotel butique Arun Residence.


Uma dica: para quem cansar de turistar pela cidade lá pelas quatro da tarde, e quiser enrolar um pouquinho antes do pôr do sol, uma ótima pedida é entrar no Wat Pho, o templo do Buda deitado, na mesma rua do Deck by the River. Ali fica o lugar mais recomendado de Bangcoc para experimentar a tradicional massagem tailandesa. Basta procurar pela escola de massagem, nas placas indicativas dentro do templo.

 

20h – Skybar, o bar ao ar livre mais alto do mundo
Depois que a noite cair, vale voltar para o hotel, tomar um banho e caprichar no figurino noite. Você vai entender o porquê a hora em que chegar ao bar circular iluminado por neon, num terraço pendurado no 63º andar da State Tower. Peça seu drinque favorito e tente posar para fotos sem sentir vertigens ao olhar para Bangcoc aos seus pés, através do parapeito de vidro. Dali se enxerga o caos da cidade de outro modo, com as águas do rio Chao Phraya serpenteando e refletindo as luzes e fachadas espelhadas ao redor. O bar não tem cadeiras nem bancos, mas às 20h começa a tocar o quarteto de jazz no restaurante ao lado, o Sirocco (e dá para ouvir bem direitinho).

21h – Jantar com glamour (e mais vista)
Quando a fome apertar, nem é preciso deixar o topo da State Tower, onde fica o Hotel Lebua. O restaurante Sirocco, também ao ar livre, vizinho ao Skybar, tem essa mesma vista de impressionar o menos impressionável dos visitantes. Os preços (sem trocadilho) são altos, mas o ambiente é de cinema e a comida é das mais recomendadas da cidade. O cardápio é baseado na culinária mediterrânea e no uso de pescados frescos dos mercados locais. Só não vale chegar lá sem reserva: será bem difícil conseguir lugar, mesmo tarde da noite.

(Fonte: Foto Skybar: http://lebua.bluestatedigital.com/)

Consulte seu agente de viagens e peça pelos pacotes da MMTGapnet.

Consulte seu agente de viagens e peça pelos pacotes da MMTGapnet.
Comentários Facebook
Comentários Wordpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com