MMTGapnet
Europa África do Sul América do Norte América Central & Caribe América do Sul Nacional
Acompanhe:
Categorias
  • Destino x Destino
  • Dvida do Viajante
  • Raio x dos Passeios
  • Roteiro Perfeito em
  • Dicas de Concierge
Fim de semana no Rio: os bares clássicos da cidade
jan/18
31
Compartilhe
  • Enviar para um Amigo
  • Imprimir
O pequeno Jobi, atração do Leblon

O pequeno Jobi, atração do Leblon

A palavra “imperdível” é a que você mais vai ouvir ao pedir para um carioca indicar o que fazer na cidade. A lista é interminável – não é fácil definir prioridades, ainda mais quando o tempo disponível é só um fim de semana. O Rio tem cartões-postais clássicos, ótimos museus, construções históricas, parques, passeios… E tem restaurantes que são referência no país. Mesmo assim, na hora da fome, considere trocar uma mesa de restaurante por uma refeição num dos clássicos botequins. Verdadeiras instituições, eles figuram entre os programas mais queridos dos cariocas. Entre cervejas geladas e petiscos tradicionais, conheça alguns lugares “imperdíveis” da capital.

Pavão Azul

Um dos clássicos de Copacabana, o bar tem ambiente simples e mesas na calçada. As pataniscas de bacalhau – bolinhos fritos com lascas do peixe – são o petisco típico, mas o Pavão Azul também oferece comidinhas de bar como pastéis com diversos recheios e bolinhos de feijoada.

Bar Lagoa

Seu salão art déco com mármore de Carrara e suas mesas na varanda, com vista para a Lagoa Rodrigo de Freitas, atraem tanto quanto seus pratos e petiscos alemães – eles estão no cardápio desde a inauguração do lugar, em 1934, quando seu nome ainda era Bar Berlim.

Adega Pérola

Outro clássico de Copacabana, tem um dos balcões mais famosos da cidade, com uma vitrine que exibe dezenas de petiscos – entre as receitas aparecem a linguiça ao vinho, a salada de bacalhau e o polvo à vinagrete.

Jobi

Nesse pequeno e concorrido botequim do Leblon, vale prestar atenção nos ladrilhos hidráulicos e no painel feito por Nilton Bravo – pintor carioca conhecido por decorar os bares da cidade. Empadinhas, bolinhos de bacalhau e sardinhas grelhadas são companhias perfeitas para o geladíssimo chope.

Angu do Gomes

Angu do Gomes, símbolo da boemia carioca

Angu do Gomes, símbolo da boemia carioca

Atração do Centro, é também um dos maiores símbolos da boemia da cidade. Como o nome sugere, o prato principal é o angu. Originalmente, a receita combinava polenta mole com farto molho de carne, miúdos de boi e linguiça – agora também há versões que levam só linguiça calabresa ou frutos do mar. A carta de cachaças é excelente.

Cervantes

O famoso balcão do Adega Pérola

O famoso balcão do Adega Pérola

No balcão ou no salão desse botequim de Copacabana, os assíduos frequentadores divertem-se entre os sanduíches de pão de leite que levam abacaxi, como o de pernil ou o de filé mignon com queijo (há cerca de 30 tipos de recheios no cardápio).

Bracarense

Esse clássico bar do Leblon já apareceu até no The New York Times. Aqui você também pode experimentar o sanduíche de pernil com abacaxi, mas quem leva a fama mesmo são os deliciosos bolinhos: tem de aipim com camarão e Catupiry, de linguiça com jiló, de bacalhau…

Consulte seu agente de viagens e peça pelos pacotes da MMTGapnet.
Comentários Facebook
Comentários Wordpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com