MMTGapnet
Europa África do Sul América do Norte América Central & Caribe América do Sul Nacional
Acompanhe:
Categorias
  • Destino x Destino
  • Dvida do Viajante
  • Raio x dos Passeios
  • Roteiro Perfeito em
  • Dicas de Concierge
Dúvida do Viajante: vale comprar seguro-viagem?
fev/13
04
Compartilhe
  • Enviar para um Amigo
  • Imprimir

Muita gente começou a se preocupar com seguro-viagem só quando ele se tornou obrigatório em viagens à Europa. Mas a verdade é que calcular sua permanência em um destino e comprar um seguro-viagem junto com seu pacote sempre foi uma etapa simples e inteligente do planejamento de uma temporada de férias.

Viajar com um seguro te dá tranquilidade frente a imprevistos mais graves de saúde durante as férias, mas também contra percalços relacionados à perda de malas ou voos, por exemplo. E ele é a alternativa mais econômica mesmo diante de acidentes leves – quem já teve que recorrer a um hospital privado no exterior por conta de uma simples torção no tornozelo, por exemplo, sabe o quanto serviços de saúde de qualidade podem ser caros, ainda mais em destinos como os Estados Unidos.

Por isso, preparamos um guia básico sobre o assunto, com as dúvidas mais frequentes entre passageiros e agentes de viagem. Tem outras? Conte pra gente aqui na caixa de comentários.

Quais os destinos onde o seguro é obrigatório?

Na Europa, países signatários de um acordo chamado Schengen exigem seguro-saúde com cobertura mínima de 30 mil euros para qualquer viajante. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Holanda, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.

Portugal, Itália e Espanha têm acordos paralelos com o Brasil e cidadãos brasileiros inscritos no INSS teoricamente não precisam do seguro, desde que tenham uma declaração do INSS ou do Ministério da Saúde comprovando sua inscrição e o tempo de permanência no país. Quer um conselho: é mais interessante comprar um seguro-viagem mesmo assim.

Austrália (para viajantes intercambistas) e Cuba são outros dois destinos que exigem contratação de seguro para entrada.

O que devo saber antes de escolher meu plano?

Para eleger o plano mais adequado ao seu perfil, pondere:

  • Se o atendimento é 24 horas e em português (importante caso você não se sinta à vontade para se comunicar em outro idioma, especialmente em uma situação de emergência)
  • Quais são os valores de cobertura disponíveis
  • Qual é o tipo de cobertura: por reembolso ao viajante ou por pagamento direto ao prestador de serviço
  • Se assistência odontológica está incluída
  • Se há restrições para sua faixa etária e para doenças pré-existentes
  • Se, em caso de morte, há cobertura para repatriação do corpo
  • Quais as coberturas complementares. Elas podem incluir, por exemplo, suporte jurídico, proteção contra extravio de bagagem e cancelamento de voos

Como manter os documentos do seguro contratado?
Durante a viagem, leve sempre com você versão impressa do certificado (apólice), com regras de uso, e cartão com os números de telefone para atendimento. Deixe também uma cópia desses documentos no Brasil, com uma pessoa que possa ser acionada em caso de emergência.

Como comparar diferenças planos e empresas?

As grandes seguradoras possuem produtos bastante similares entre si. A seguir, escolhemos o exemplo de uma das companhias fortes no país, a Segurviaje, para esclarecer alguns pontos importantes:

Planos 
Atualmente, são nove opções principais na Segurviaje. Uma delas é especialmente pensada para quem vai à Europa, com cobertura de 30 mil euros para assistência médica, internação por 10 dias, reembolso de farmácia, repatriação funerária, seguro de bagagem extraviada, indenização de invalidez por acidente e por morte acidental, entre outros. Nos outros planos, as coberturas variam entre 20 e 50 mil dólares, e há ainda planos especiais para estudantes, para executivos e para quem viaja dentro do Brasil.

 

Central de Atendimento
Funciona 24 horas, com atendentes em português. Os telefones estão impressos no certificado (apólice).

Regras para acionar o seguro

De modo geral, é importante ligar para a central de atendimento antes de tomar alguma atitude – ir a um hospital ou médico, por exemplo. Isso pode ser feito pelo titular ou por qualquer outra pessoa que tenha acesso aos dados dele. A central indicará quais endereços/hospitais podem ser usados ou se será necessário que você escolha por sua conta, pague a conta, e peça reembolso do seguro depois.

Em casos de emergência, é permitido ir direto ao hospital ou centro de saúde mais próximo e, assim que for possível, fazer o contato com a central – tanto para informar a ocorrência como para saber sobre os próximos passos e procedimentos para reembolso.

 

Perda e extravio de bagagem

Se sua mala se perder no aeroporto, procure primeiro a companhia aérea responsável pelo extravio e faça uma reclamação formal, usando o formulário PIR (Property Irregularity Report). Depois, ligue para a seguradora. Além de ajudar no processo de localização da bagagem, você pode ter direito a uma indenização (complementar à da companhia aérea), caso a bagagem não seja encontrada – ou demore mais do que o prazo estabelecido na apólice para chegar a você.

 

Cobertura para esportes radicais
Acidentes ocorridos durante a prática de esportes de risco – balonismo, motociclismo, paraquedismo e esqui fora das pistas regulares – ficam fora da cobertura dos planos mais comuns. Sempre que sua viagem incluir atividades assim, é importante procurar seguros específicos para atividades esportivas. Viagens de esqui são casos em que vale uma avaliação mais cuidadosa antes de comprar.

Perda do certificado

Quem perdeu os comprovantes da contratação do seguro pode entrar no site da Segurviaje e  reimprimir o documento. É preciso saber os números do CPF ou passaporte para acessar o sistema.

Consulte seu agente de viagens e peça pelos pacotes da MMTGapnet.

Consulte seu agente de viagens e peça pelos pacotes da MMTGapnet.
Comentários Facebook
Comentários Wordpress
4 respostas a Dúvida do Viajante: vale comprar seguro-viagem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com