MMTGapnet
Europa África do Sul América do Norte América Central & Caribe América do Sul Nacional
Acompanhe:
Categorias
  • Destino x Destino
  • Dvida do Viajante
  • Raio x dos Passeios
  • Roteiro Perfeito em
  • Dicas de Concierge
Dúvida do viajante: Como funciona a assistência médica em cruzeiros?
jan/15
12
Compartilhe
  • Enviar para um Amigo
  • Imprimir

Cruzeiro em família: fazer um seguro-viagem é indispensável

Uma preocupação comum a quem viaja a bordo de um cruzeiro é como proceder em caso de doença em alto mar. Afinal de contas, em algumas rotas os navios se afastam consideravelmente da “terra firme” (e consequentemente dos hospitais). As companhias de cruzeiros, entretanto, são bem preparadas para agir em caso de emergência, responsáveis que são pelo transporte de milhões de passageiros anualmente. Todo navio tem médicos a bordo e um pequeno centro dotado de equipamentos hospitalares básicos, como desfibrilador e bomba de oxigênio.

 

E se for necessário desembarcar?

Em casos mais sérios, ou que demandem a presença de um médico especialista (como cardiologistas, por exemplo), o passageiro deverá ser desembarcado o mais rápido possível e transferido a um hospital em terra.

 

E como ficam os custos?

O staff do cruzeiro estará preparado para ajudar o passageiro a tomar as providências necessárias para seu desembarque e transporte ao hospital, mas os gastos envolvidos ficam sempre por conta do passageiro. É por isso que em cruzeiros internacionais é fundamental contratar previamente um seguro-viagem, já que fora do Brasil mesmo despesas com procedimentos simples podem custar caríssimo.

 

A primeira providência a tomar é checar se o seu cartão de crédito internacional prevê assistência no exterior, e então informar-se sobre condições de uso, limites de cobertura e números de telefone para atendimento em caso de emergência. Em caso negativo, é importante contratar um seguro-viagem de uma seguradora especializada (consulte o seu agente de viagem).

E a continuação da viagem, como fica?

Os transatlânticos modernos já têm médico a bordo e um centro de saúde básico

Caso o passageiro tenha que ser desembarcado, o navio não poderá esperá-lo. Se o quadro clínico for solucionado em tempo hábil, o hóspede pode alcançar o cruzeiro em alguma das paradas seguintes. Mas nesse caso, novamente, os gastos com transporte, hospedagem e logística ficarão por conta do passageiro (e podem ser cobertos por um eventual seguro-viagem contratada antes do início da jornada).

Consulte seu agente de viagens e peça pelos pacotes da MMTGapnet.
Comentários Facebook
Comentários Wordpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com