MMTGapnet
Europa África do Sul América do Norte América Central & Caribe América do Sul Nacional
Acompanhe:
Categorias
  • Destino x Destino
  • Dvida do Viajante
  • Raio x dos Passeios
  • Roteiro Perfeito em
  • Dicas de Concierge
Destino x destino: Bronx ou Queens?
jan/14
13
Compartilhe
  • Enviar para um Amigo
  • Imprimir

Dificilmente alguém iria a Nova York só para conhecer o Bronx e o Queens. Mas o lado B da cidade também tem o seu encanto e pode ser um bônus para quem já foi à Big Apple várias vezes e gosta de fugir do convencional. Bem longe dos tempos em que eram território proibido para os visitantes por causa dos problemas de segurança, hoje esses dois bairros têm tudo para proporcionar ricas experiências gastronômicas e antropológicas – além de abrigarem algumas atrações turísticas de peso. Misturando grupos de imigrantes que vão de egípcios a balcânicos, o Bronx e o Queens também fazem lembrar, em parte, como Manhattan foi muitos e muitos anos atrás, antes da invasão das lojas de grife, das grandes redes de restaurantes, de Sex in the City e do glamour. A seguir, bons motivos para sair da ilha e explorar os dois bairros – cada um à sua maneira.

 PASSEIOS AO AR LIVRE

O Bronx Zoo abriga mais de 600 espécies. Livres de jaulas, os animais estão espalhados por uma enorme área verde de 107 hectares – é o maior zoológico urbano dos Estados Unidos. Fundado no fim do século 19, às margens do rio Bronx, é um programaço tanto para quem viaja com crianças quanto para quem precisa de um respiro da metrópole.

Já no Queens, o espaço verde por excelência é o Flushing Meadows-Corona Park, construído para a Expo de 1964 (simbolizada pela escultura Unisfera). Hoje em dia, é palco de eventos esportivos importantes, como o US Open de Tênis. O parque tem piscinas públicas, quadras e área para churrasco e piquenique.

 PROGRAMAS CULTURAIS

Um passeio diferente e gostoso no Bronx é visitar o casarão de Wave Hill. A mansão já foi teto temporário do ex-presidente Theodore Roosevelt  e do escritor Mark Twain. Doada à prefeitura de Nova York nos anos 1960 pela então proprietária, a casa foi convertida em um espaço multifuncional que recebe exposições e eventos ecléticos. Obras de arte enfeitam o jardim, à beira do rio Hudson. Fique atento à programação (que costuma incluir várias coisas legais para as crianças).

No Queens, é indispensável conhecer o Queens Museum of Art, que organiza interessantes exposições de arte dos séculos 20 e 21. Apesar da programação bem escolhida, sua obra mais conhecida continua sendo o Panorama da Cidade de Nova York, uma maquete completíssima que  abrange os cinco distritos da metrópole, com a reprodução em miniatura de 895 mil casas e prédios. Outro programaço é o Museum of the Moving Image, que tem um acervo com mais de 130 mil objetos relacionados à história da TV e do cinema – desde relíquias dos primeiros momentos do cinema a eletrônicos e achados contemporâneos.

GASTRONOMIA

Se há algo que o Queens e o Bronx têm em comum é a diversidade à mesa. Há restaurantes egípcios, chineses, indianos, etíopes, indonésios e de muitos e muitos outros sotaques. No entanto, cada bairro tem suas delícias específicas. Conhecido como o coração da “real Little Italy”, o Arthur Avenue Retail Market, no Bronx, é uma espécie de mercadão italiano que reúne padarias, trattorias, restaurantes, lojas especializadas em queijos e embutidos e muito mais. No Queens fica a Chinatown de Flushing, a mais autêntica de Nova York, um paraíso da cozinha chinesa. Outra área bem particular é Little Egypt, uma partezinha de Astoria (que também tem muitos restaurantes gregos) perfeita para descobrir a culinária deste país ao norte da África.

Consulte seu agente de viagens e peça pelos pacotes da MMTGapnet.
Comentários Facebook
Comentários Wordpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com